Para o livro do Aníbal Beça de Thiago de Mello

Não faço prefácio. Faço um canto de louvação. A multidão de habitantes da tua noite cintilante crava estrelada alegria nas profundezas das águas que guardam a nossa infância. Teu verso, vida ao reverso, já é prefácio, anteface, da clara felicidade que só da poesia nasce, é flor de nunca fechar. Tem o vôo vagaroso, mas de repente veloz, de um pássaro cheio de asas que inaugura um coração no peito da inteligência e planta, chuva de fogo, a alvorada da razão na fronte do sentimento. Não faço prefácio. Faço esta serena invenção: como de açucena o brilho contente perante a luz da manhã que se levanta e impregnando vai a vida de sonora claridão. Feliz dança, banda-de-asa, papagaio de famão, assim te louvo cantando Anibal, meu claro irmão.
Añadir un comentario
Leer la poesía Para o livro do Aníbal Beça del poeta Thiago de Mello en el sitio Blogpoemas - los mejores poemas hermosos sobre el amor, la naturaleza, la vida, la Patria, para niños y adultos en español de los célebres poetas clásicos.